O deputado estadual Abdala Fraxe (PTN) criticou a medida do Ministério da Educação (MEC) em aumentar o valor da taxa de inscrição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deste ano de R$ 35 para R$ 63. O parlamentar considerou abusivo o reajuste de 80% no valor cobrado aos estudantes.

“Eu só posso crer que a presidente Dilma Rousseff (PT) está querendo pegar a taxa do Enem para fazer superávit primário também, assim como faz com os recursos contingenciados da Suframa e com o não-envio de verbas federais para a cidade de Manaus”, enfatizou o deputado, ao ressaltar que, na segunda-feira (18), após a publicação do aumento no edital do Enem, os alunos demonstraram total descontentamento e revolta nas mídias sociais.

De acordo com o parlamentar, além do reajuste, a medida do governo federal também ameaça os alunos isentos da taxa. “Todos os alunos que forem isentos da taxa e por algum motivo não comparecerem à prova serão suspensos da isenção pelos próximos dois anos, ou seja, o governo federal está desesperado para arrecadar dinheiro de qualquer maneira, de qualquer jeito, de qualquer lugar”, finalizou.

 

Texto: Assessoria do Deputado