Texto: Assessoria do Deputado

O deputado Serafim Corrêa (PSB) lembrou os 32 anos do falecimento do ex-presidente da República Tancredo Neves que ocorre nesta sexta-feira (21). Figura importante para o cenário político nacional e que deu grande contribuição para o Estado com a refundação da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) ocorrida quando ele era primeiro-ministro do Brasil, em 1962.

“Hoje, vivemos uma crise de todas as ordens: econômica, ética, política e temos uma dificuldade enorme de lideranças capazes de conduzir o entendimento nacional para que possamos superar esse momento. Tancredo foi fundamental em 1954. Foi fundamental em 1961 para viabilizar a posse do presidente João Goulart e conseguiu fazer a transição, sem nenhuma gota de sangue, em 1985, embora tenha lhe custado a própria vida. Ele, que conduziu o processo, foi eleito presidente pagando o preço de ter que ir ao colégio eleitoral, não compreendido por alguns à época, mas fez a transição. Só que na véspera em que assumiria a Presidência da República, a saúde fraquejou e ele apresentou um problema delicado que ceifou a sua vida”, disse Serafim.

O deputado também explicou a importância de Tancredo Neves na refundação da Ufam. “Como primeiro ministro e, portanto, chefe do Governo à época, Tancredo assinou a lei que recriou a Ufam. E nós, que somos ingratos, não destinamos à sua memória sequer uma sala, biblioteca ou laboratório na Ufam. Aliás, os alunos e professores da universidade, não sabem a importância de Tancredo para o resurgimento da universidade. Já falei isso várias vezes, inclusive dentro da própria Ufam, mas lamentavelmente nada acontece e não resgatamos esse débito que temos com a história”, finalizou.

 

Gabinete do Deputado Serafim Corrêa (PSB)

Gabinete — (92) 3183-4425

Cristina Magda — (92) 99166-2022

Luana Dávila — (92) 98106-2186

Foto: Marcelo Araújo