Texto e Fotos: Assessoria do Deputado

Depois da promessa feita durante Assembleia Geral dos policiais militares ocorrida na reunião do último sábado (08), na sede da Associação dos Sub Tenentes, quando declarou apoio ao movimento dos militares, garantindo que, se o governador David Almeida (PSD) não cumprisse o prometido, entraria na guerra junto com seus colegas de farda, o deputado estadual Cabo Maciel (líder do PR), foi o primeiro a comemorar quando o governador em exercício, desembargador Flávio Pascarelli, assinou os atos de promoção, que beneficiaram 2.415 policiais militares e 386 bombeiros e os despachos autorizando a incorporação aos salários do reajuste previsto no Plano de Escalonamento da Polícia Civil para 2017.

Durante seu discurso no último sábado (8), na sede da Associação dos Sub Tenentes e Sargentos do Amazonas, deputado Cabo Maciel chegou a ser vaiado e ouviu protesto quando revelou a conversa que teve com governador David Almeida, mais com ousadia e determinação chamou para si a responsabilidade, garantindo apoio ao movimento dos policiais e bombeiros militares, caso o governador não cumprisse o prometido, que entraria na guerra junto com os colegas de farda.

Cabo Maciel agradeceu a assinatura dos atos, feita pelo o secretário de Segurança Pública, Sérgio Fontes, o comandante-geral da Polícia Militar, coronel David Brandão e o comandante geral dos Bombeiros, coronel Fernando Pires Jr., o delegado-geral Frederico Mendes, o secretário da Casa Civil, José Alves Pacífico e o secretário de Fazenda em exercício, Dário José Braga e apoio de todos os presidentes das Associações das Entidades de classe dos militares que entraram na luta.

 

Gabinete do Deputado Cabo Maciel (PR)

Jerson Aranha — (92) 99156-0879