O deputado estadual Luiz Castro (Rede) ocupou a tribuna da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), nesta quinta-feira (10), para cobrar dos gestores do poder público estadual a recuperação salarial dos servidores nos últimos três anos. Segundo o parlamentar, o governo estadual poderia ter utilizado “parte do dinheiro arrecadado com a repatriação dos ativos mantidos por brasileiros no exterior, para repor a inflação nos salários”.

De acordo com Luiz Castro, o Amazonas foi beneficiado na divisão dos R$ 50,9 bilhões que o governo brasileiro arrecadou com a cobrança de impostos e multas sobre R$ 169,9 bilhões em bens mantidos por contribuintes em outros países.

Segundo o deputado, há mais de três anos os servidores do Legislativo e do Executivo amazonense não recebem a recuperação das perdas salariais que foram corroídas pela inflação do período. “Até agora, apenas os policiais, que tiveram promoção, tiveram sua situação amenizada”, disse.

De acordo com o deputado, um preso do sistema penitenciário custa R$ 5.100, ou seja, mais caro do que o salário de um professore até mesmo de um médico. “Como ter uma educação e saúde de qualidade diante desse desnível?”, questionou.