Em resposta ao discurso do deputado estadual Sabá Reis (PR) – que defendeu a reabertura da Central de Artesanato Branco e Silva – o deputado Wanderley Dallas (PMDB) esclareceu durante pronunciamento no Grande Expediente desta quarta-feira (14) na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) a situação do espaço e as dificuldades encontradas pela atual gestão em retornar as atividades dos artesãos no espaço.

Segundo o deputado, a obra iniciada no governo anterior nunca terminou. “O governo anterior fez duas reformas ali, obras essas que nunca terminaram: um prédio nos fundos e um galpão destinados aos artesãos, nunca foram concluídos. Inclusive existe um laudo da Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra) que condena o prédio da parte da frente do terreno onde ficavam os artesãos, feito com colunas de madeira que os cupins corroeram. Na época da Copa, o Governo do Estado anunciou que iria fazer o prédio dos fundos para os artesãos, mas terminou não fazendo nada”, afirmou, acrescentando que vai procurar o governador para solucionar o caso e devolver o espaço de exposição dos trabalhos artesanais.

Dallas falou também sobre a valorização dos gestores das escolas públicas do estado por parte do Governo do Estado, que dobrou o valor da gratificação dos gestores de escolas públicas. O anúncio do aumento foi feito durante um café da manhã com os gestores no Centro de Ensino de Tempo Integral Áurea Braga, localizado no bairro da Compensa. “Isso demonstra o carinho e a responsabilidade pelos gestores escolares”, concluiu.