O Programa Parlamento Jovem (PPJ), da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), envolveu 2.171 estudantes de escolas públicas e particulares de toda a Região Metropolitana de Manaus no ano de 2017. O balanço feito pela Escola do Legislativo, que coordena o programa há dez anos, inclui tanto os alunos que se candidataram a uma vaga de deputado-jovem quanto a quantidade de eleitores das 24 unidades escolares envolvidas no projeto.

No PPJ, alunos escolhem um representante que irá atuar como deputado estadual dentro da Assembleia Legislativa. Os 48 eleitos (24 titulares e 24 suplentes) aprendem sobre a atuação parlamentar, Regimento Interno, como elaborar leis e outras proposituras, etc. O presidente do Parlamento Jovem, eleito entre os próprios deputados estudantes, passa a representar o Amazonas no PPJ do Congresso Nacional, com parlamentares de todo o Brasil.

Em 2017, Jéssica Silva, aluna da Escola Estadual Nossa Senhora de Nazaré, foi selecionada entre os 48 participantes para ir a Brasília onde ela apresentou um Projeto de Lei que prevê a revitalização dos rios urbanos, da capital. “Estou muito feliz e me sinto muito honrada pelo meu projeto de lei referente ao meio ambiente, que prevê a revitalização e proteção dos rios urbanos, ter sido escolhido. Agradeço aos servidores da Assembleia Legislativa pelo apoio e agradeço, acima de tudo, por estar representando os jovens do meu Estado em Brasília, mostrando que nós temos, sim, responsabilidade cidadã e queremos um presente e um futuro melhor”, declarou em seu discurso no Congresso Nacional.

A professora Cassandra Serejo, gerente de educação cidadã da Escola do Legislativo, responsável pelo desenvolvimento do programa Parlamento Jovem nos últimos dez anos, explicou que há um diferencial entre o PPJ do Amazonas e o PPJ nacional, promovido em outros estados brasileiros. “No Amazonas, pelo Congresso. “Nos outros Estados, os estudantes eleitos enviam para as Secretarias de Educação (Seducs) um Projeto de Lei, entre os quais são escolhidos os melhores. No PPJ do Amazonas, a Escola do Legislativo leva os alunos amazonenses a viver a experiência e a rotina de um parlamentar e por esse motivo os nossos alunos se destacam”, explicou a gerente. “A orientação dos estudantes, a conscientização política, a elaboração de projetos de lei e preparação para a edição nacional que oferecemos, faz toda a diferença a favor dos representantes locais”, completou Cassandra.