Tomando como referência as manchetes negativas de alguns sites de notícias da cidade, o deputado Sabá Reis (PR) ironizou a falta de atenção dos parlamentares da base aliada do governo na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), para os inúmeros problemas que afetam a população, em consequência das irregularidades que são praticadas nos órgãos do Executivo em áreas como segurança, educação e saúde. “Deputados do governo tentam nesta Casa fazer as mais frágeis defesas, que inclusive contribuem para piorar a situação do próprio governo”, disse.

Iniciando pela questão da segurança, o deputado fez referência à primeira reunião em Manaus da equipe norte-americana do escritório Giuliani Security & Safety, contratado por R$ 5 milhões para fazer um plano de segurança pública para o Amazonas, onde segundo o Portal Marcos Santos os técnicos do governo Amazonino Mendes (PDT) apresentaram problemas de infraestrutura do Residencial Viver Melhor. “A turma do Giuliani vai aconselhar aquele povo como faz para pagar a prestação, quem sabe até em dólar”, ironizou.

Diante das inúmeras denúncias divulgadas e do resultado da inspeção realizada por técnicos do Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM), no Sistema de Administração Financeira Integrada (AFI) da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz), onde segundo relatório “os achados são gravíssimos e demandam providências cautelares imediatas, assim como a instauração de tomadas de contas especiais nas contas do governo”, Sabá Reis fez requerimento propondo a vinda à Aleam de dois auditores do TCE para falar sobre a vulnerabilidade da gestão contábil do Estado.

O deputado questionou ainda os gastos de R$ 28 milhões em publicidade do governo, para “mostrar que arrumou a casa”.