Em pronunciamento no Pequeno Expediente desta quarta-feira (10), o deputado estadual Augusto Ferraz (DEM) criticou o pagamento do seguro defeso a quem não é pescador e esclareceu que não é contra o benefício, mas contra o mau uso do seguro por aqueles que não têm direito.

Segundo o deputado existe uma “máfia” entorno do seguro defeso que prejudica os verdadeiros pescadores, que são os reais merecedores do benefício. “No Careiro da Várzea (a 25 km de Manaus) foram diagnosticados 4.700 pescadores e o que eu entendo é que existe uma quadrilha instalada no município para se manter em cargos políticos, enquanto, às vezes, o verdadeiro pescador nem recebe o seu seguro devido”, explicou.

Ferraz esclareceu ainda, que não é contra o benefício, mas contra o mau uso dele por parte daqueles que não precisam. “Quero dizer que não sou contra você pescador, porque meu pai era seringueiro e pescador artesanal, mas tem pescador que não sabe jogar um espinhel e recebe seguro defeso. Existe uma quadrilha que se passa de pescador para se manter em cargos. Vou defender com unhas e dentes o verdadeiro pescador, não aquele que recebe mas não é pescador. Essa máfia gera um desequilíbrio econômico nos cofres públicos federais, porque quando você recebe e não é pescador, você está roubando os cofres públicos”, afirmou.