Inaugurada há 46 anos, a rodovia Transamazônica é uma mostra da mesma ausência de fiscalização praticada na BR-319, onde veículos pesados trafegam sem enfrentar qualquer barreira do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) e da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

O alerta foi feito pelo deputado Serafim Corrêa (PSB), que durante discurso na manhã desta quarta-feira (5), na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), exibiu vídeos de motoristas e pedestres que se arriscam em meio ao lamaçal para se locomover. Sem fiscalização, os reparos feitos na rodovia durante o verão desaparecem no período das chuvas, alertou Serafim.

“Com a passagem de carretas com pesos acima de 23 toneladas, a estrada está destruída. E isso faz com que todo dinheiro que foi gasto na manutenção da estrada seja jogado fora. Nós não podemos continuar assistindo isso, é um absurdo que não tenhamos Policia Rodoviária Federal para fiscalizar a estrada, não tenha balança para controlar o peso das carretas, e que um fique jogando para o outro a responsabilidade e nada aconteça”, disse Serafim.

Em vídeo exibido pelo parlamentar, um casal tenta atravessar a estrada numa motocicleta, mas em razão do volume de lama, acabam derrapando e caem do veículo. “Isso é uma clara agressão às pessoas que moram nessa região. Eu lamento profundamente que durante tanto tempo se tenha adotado a política de no verão consertar a estrada, mas na sequencia quando começam o período das chuvas não ser feito o básico, que é fiscalizar”, avaliou.

Os vídeos de celulares mostram a dificuldade principalmente dos carros pequenos, em trafegar no local. Mas, ônibus e caminhões não escapam e com frequência acabam atolando e, em alguns casos, tombando em meio à lama. “Ainda não aconteceu uma tragédia na Transamazônica, se bem que esse cenário já é uma tragédia, mas o risco de assistir algo muito grave é enorme”, denunciou o deputado que é líder do PSB na Casa Legislativa.

 

Texto: Assessoria do Deputado

Gabinete do Deputado Serafim Corrêa (PSB)

Gabinete — (92) 3183-4425

Cristina Magda — (92) 99166-2022

Luana Dávila — (92) 98106-2186

Anderson Sales Tahan — (92) 99123-4147 (Mídias Sociais e Web)

Fotos: Marcelo Araújo