A Assembleia Geral do Parlamento Amazônico realizada na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), na manhã desta sexta-feira (20), no miniplenário Cônego Azevedo, elegeu a mesa diretora da entidade para o biênio 2019/2020. O presidente eleito do Parlamento Amazônico, deputado estadual Sinésio Campos, agradeceu o apoio. “Isso demonstra a unidade do grupo e reforça a nossa luta pelas pautas da Amazônia, pois cada estado tem suas particularidades”, afirmou.

A chapa eleita tem a seguinte composição: Sinésio Campos (PT-AM), Presidente; Edna Auzier (PSD-AP), 1ª Vice-Presidente; Gabriel Picanço (Republicanos – RR), 2º Vice-Presidente; Wellington do Curso (PSDB-MA), 3º Vice-presidente; Kadmiel Bonfim (PSDB- AC), 4º Vice-presidente; Fausto Junior (PV-AM), Tesoureiro; Therezinha  Ruiz (PSDB-AM), Secretária-Geral; Marcelo Cruz (PTB- RO), 1º Secretário; Zezinho Tupinambá (PSC-AP), 2º Secretário; Olintho Neto (PSDB-TO).

O deputado estadual Wellington do Curso (PSDB-MA), presidente anterior a Sinésio, conduziu os trabalhos e falou sobre os desafios a serem enfrentados pelo sucessor. “Temos um problema permanente com relação ao desmatamento e um tema que se avoluma a cada ano, que são as queimadas, que atingem além da Amazônia, também o Cerrado Brasileiro, por exemplo ”, citou.

O presidente da Assembleia, deputado estadual Josué Neto (PSD), falou da união em torno da defesa da Amazônia. “O espírito maior do Parlamento Amazônico é tratar dos interesses dos povos da Amazônia, que são interesses comuns e muitas vezes esquecidos pelas outras regiões do país”, apontou.

Em discursos, os parlamentares trataram sobre temas como desmatamento, queimadas, pesquisas e imigrações. Participaram da Assembleia deputados dos estados do Amapá, Roraima, Rondônia, Maranhão, além de alguns deputados estaduais do Amazonas como Adjuto Afonso (PDT), Fausto Junior (PV), Serafim Corrêa (PSB), Carlinhos Bessa (PV), Alessandra Campêlo (MDB), Cabo Maciel (PL), Felipe Souza (Patriota), Therezinha Ruiz (PSDB), Augusto Ferraz (DEM) e Saulo Vianna (PPS).

Parlamento Amazônico

O Parlamento Amazônico é formado por 252 deputados estaduais dos nove estados que compõem a Amazônia Legal brasileira: Amazonas, Acre, Amapá, Roraima, Rondônia, Mato Grosso, Pará, Maranhão e Tocantins. O objetivo da entidade é buscar alternativas aliando desenvolvimento sustentável, e crescimento econômico diante dos desafios vivenciados na Amazônia.

 

Diretoria de Comunicação da Aleam

Texto: Fernanda Barroso

Fotos: Edmar Perrone