Na manhã desta quinta-feira (2) deputado Dermilson Chagas (Podemos) criticou o governador Wilson Lima (PSC) por ainda não ter exonerado os seus aliados que foram presos pela Polícia Federal na “Operação Sangria”, que deflagrou um esquema de corrupção e desvio de dinheiro público na compra de respiradores hospitalares.

De acordo com Dermilson o governador está segurando o seu pessoal por medo ou por interesses próprios. “Imagino que ele esteja seguro com o seu estafe porque até agora não exonerou a secretária da Susam, Simone Papaiz nem o João Paulo que é o secretário-adjunto de saúde, ambos que estão presos com outros que fazem parte do grupo do Wilson”, disse.

Para Dermilson se o governador não fosse também considerado suspeito pela própria Polícia Federal de envolvimento na operação deflagrada, ele teria exonerado e nomeado outras pessoas. “Mas a relação dele é bem próxima com os seus aliados, principalmente nos erros. Acredito que é por isso que ele não mandou embora e nem vai. Portanto, é dessa forma que vejo, um governo totalmente comprometido com os erros e com o rabo preso”, afirmou.

 

 

Gabinete do Deputado Dermilson Chagas (Podemos)

Texto: Assessoria do Deputado

Diogo Dias (92) 98101-2940

Gabinete (92) 3183-4514 / 3304-3791

Foto: Márcio Gleyson