A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Saúde colheu na manhã desta segunda-feira (14), o depoimento de Keila Batista, coordenadora estadual de regulação da Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM). Durante oitiva, o assessor técnico do complexo regulador, Felizardo Monteiro, informou que o Instituto Nacional de Desenvolvimento Humano e Social (INDSH), Organização Social (OS) que gerencia que o Hospital e Pronto Socorro Delphina Aziz, disponibilizou uma média de 133 leitos no mês de abril, período mais crítico da pandemia do novo coronavírus no Amazonas. A informação contraria o depoimento do diretor executivo do INDSH no Amazonas, José Luiz Gasparini, no dia 28 de agosto, onde o gestor afirmou que a OS entregou todos os leitos clínicos e de UTI na unidade, mas que a Susam utilizou apenas 50% das vagas ofertadas.

Diante do desencontro de dados, os membros da CPI aprovaram uma acareação entre Gasparini e os técnicos responsáveis pelo controle regulador para confrontar as informações. Para o deputado estadual Wilker Barreto (Podemos), o cruzamento de dados será fundamental para investigar os números reais deste contrato firmado entre a OS e o Governo para a administração da unidade hospitalar da Zona Norte.

“O Estado assinou um quarto termo aditivo para Covid e o contrato dizia que seriam 331 leitos disponíveis. O diretor da OS afirmou que entregou todos os leitos, mas o mapa de leitos aponta que foram 133 leitos, ou seja, apenas 40%.  O senhor Gasparini faltou com a verdade com o povo do Amazonas, por isso, precisamos chamar novamente o diretor para se explicar nesta comissão”, explicou Barreto, que votou a favor da acareação.

O parlamentar aproveitou para defender a prorrogação por mais 60 dias nos trabalhos da CPI da Saúde, após o presidente da comissão, deputado Delegado Péricles (PSL) apresentar requerimento solicitando a extensão do prazo. “Eu não tenho dúvidas que a sociedade amazonense tem um olhar diferenciado dessa CPI. Trouxemos inúmeros informações e denúncias que mostraram de forma aterrorizada como o dinheiro do contribuinte está sendo lesado. Acredito que o plenário da Assembleia Legislativa não irá votar contra uma CPI que está dando uma grande contribuição para os nossos irmãos”.

 

 

Gabinete do Deputado Wilker Barreto (Podemos)

Texto: Assessoria do Deputado

Anderson Silva (92) 99173-7780 / 99906-2653

Nathalia Silveira (92) 98157-3351

Gabinete (92) 3183-4324

Foto: Wilkinson Cardoso