A Lei nº 5.372, resultado de um projeto do presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas, deputado Josué Neto (Patriota), prevê que as academias poderão funcionar durante o lockdown. A medida vai facilitar a vida de quem pretende manter as atividades físicas durante a pandemia, ainda mais agora com as evidências de que a prática de exercícios libera hormônios que auxiliam no combate ao coronavírus.

Um estudo divulgado pela Universidade Estadual Paulista (Unesco) revela que o hormônio irisina, liberado pelos músculos durante a atividade física, bloqueia o transporte do novo coronavírus pra dentro das células. O hormônio altera genes reguladores do ACE2 (proteína que facilita a entrada do vírus nas células).

“Se eu tiver mais irisina sendo liberada menor a probabilidade de adquirir a doença” afirma a coordenadora da pesquisa, Célia Nogueira.

 

A Lei

 

A Lei que garante o funcionamento das academias no Amazonas foi aprovada, por unanimidade, no Parlamento Estadual, no último dia 15 de dezembro, e entrou em vigor esta semana. Ela reconhece como essencial “a prática de exercícios físicos em estabelecimentos destinados a esta finalidade”.

Ao apresentar a proposta, Josué defendeu que as academias possuem um rígido protocolo de prevenção ao COVID-19 e que a hospitalização de pacientes que possuem uma rotina de exercícios físicos é menor.

Procurado pela reportagem, nesta quinta-feira (7), Josué afirmou que ficou feliz que a lei tenha entrado em vigor e destacou que para manter o funcionamento as academias deverão cumprir à risca os protocolos de prevenção. “Existem regras rígidas a serem cumpridas. Os proprietários de academias precisam executar os protocolos de prevenção, com  higienização das áreas comuns, treinos pré-agendados e áreas de treinos que respeitam o distanciamento”, afirmou.

Josué também parabenizou “os empreendedores que investem na qualidade de vida das pessoas que praticam exercícios físicos no Amazonas”.

 

 

Gabinete do Deputado Josué Neto (Patriota)

Texto: Assessoria do Deputado

Dhyene Brissow e Thiago Monteiro

Foto: Joel Arthus