Nos dias 24 e 25 de abril, os professores da rede municipal de ensino, estiveram reunidos na Câmara Municipal, para tratar sobre diversos assuntos. Reivindicaram em seus discursos o aumento de salário da categoria (que hoje é cerca de R$ 900,00), o repasse da sobra do FUNDEB, referente ao exercício de 2016, a reformulação do Plano de Cargos, Carreira e Salários (PCCS), a melhoria das estruturas das escolas municipais, principalmente as localizadas na zona rural do município, que não oferecem condições mínimas, como banheiros e moradia aos professores, que passam a semana nas comunidades, além de materiais didáticos, merenda escolar regionalizada, espaço físico adequado às modalidades de ensino, cursos de capacitação e o cumprimento efetivo do Plano Municipal de Educação.

A pedagoga municipal, Rita Saraiva, comunicou à assessoria da Câmara que já está sendo montada a equipe que irá revisar o PCCS, e que no mesmo ocorrerá o atendimento das questões levantadas. A assessoria do Prefeito Joaquim Corado (PMDB), afirmou que já existe nos planos do executivo uma reunião com a classe dos professores, e que se há uma sobra do FUNDEB, será repassada à categoria, que ainda não foi, por causa do atraso na prestação de contas do Prefeito João Braga, referentes ao exercício de 2016. Relatou também que os propósitos descritos no Plano de Governo, será cumprido, e que a Prefeitura de Amaturá irá trabalhar na melhoria de todos os serviços públicos, incluindo à Educação.

Os professores solicitaram uma reunião com o Prefeito Municipal para ouvir os planos de governo voltado à resolução das questões levantadas.

O Presidente da Câmara agradeceu, em nome dos vereadores, a presença e iniciativa dos professores, e se colocou a inteira disposição para atuar em prol das melhorias no serviço educacional municipal.

Os professores agradeceram os vereadores, pois em legislaturas passadas não tinham esse apoio, e contam com a celeridade da questão, e aguardam a reunião com o Prefeito Corado.